Serginho Moraes empolga molecada do projeto O Lutador do Futuro em seminário.

FORMANDO CAMPEÕES: Serginho Moraes empolga molecada do projeto em seminário.

Texto: Felipe Milano Riveglini – Foto: Mauro dos Santos

Conhecer um tricampeão mundial de Jiu Jitsu já é uma oportunidade e tanto, mas a rapaziada do projeto social “O Lutador do Futuro” teve mais do que isso na manhã de 08/08. O craque da arte suave Serginho Moraes, trouxe um pouco de sua experiência no Jiu Jitsu e no MMA em um divertido e produtivo seminário. Com

a simpatia que lhe é característica, Serginho motivou a todos compartilhando um pouco de sua história, lembrando momentos como o título mundial sobre Kron Gracie e a finalização sobre Neil Magny no UFC 163.

O finalista do TUF Brasil I iniciou os treinos de modo descontraído, fazendo um aquecimento com uma corrida na qual dava a todo o momento um

comando que sempre deixava alguém a ver navios, como, por exemplo, formar duplas por cor de faixa ou cor de kimono. Os que sobravam pagavam dez movimentações de salto, apenas uma brincadeira que colocou todo mundo no clima que o mestre Serginho gosta de ensinar. Depois aconteceram corridas de tiro, dessa vez só os vencedores se livravam dos saltos.

Após o aquecimento, começaram as movimentações. Diferente de muitos atletas de Jiu Jitsu que buscam ficar por baixo na luta, Serginho afirmou que gosta de jogar por cima e optou por passar somente movimentações por cima e de dentro da guarda.

Foram três movimentações ao todo. A primeira de neutralização do adversário e estabilização da posição, a segunda com uma variação para o arm lock (chave de braço) e a última com uma variação de finalização no pescoço.

O estilo diferenciado de Serginho impressiona, assim como sua atenção a todos. Além do sorriso nas fotos registradas ao término do seminário, houve premiações aos que se destacavam em um quiz preparado pelo próprio Serginho sobre Jiu Jitsu e Judô.

O jargão “da Cohab para o mundo” foi lembrado ao final do seminário e em um clima de motivação, Serginho fez questão de mostrar que acredita em cada um dos jovens atletas que lá estavam como futuros campeões, alimentando o sonho desses jovens guerreiros de mudar as suas vidas e representar o seu país.

Aspera FC 21 terá transmissão ao vivo para todo o Brasil com card explosivo

Para celebrar a parceria com o canal Esporte Interativo, o Aspera Fighting Championship preparou um card especial para o dia 26 de junho. O Salão Social do Clube Esperia, em São Paulo, será palco do Aspera FC 21, com sete lutas televisionadas, pelo card principal, e mais oito preliminares, que farão o aquecimento para o público presente ao local.

Na luta principal estará em ação o peso leve Guilherme Carcaça, um dos principais faixas-pretas do estado de São Paulo e que passou um tempo aprimorando seu jogo na academia dos irmãos Nick e Nate Diaz, ex-desafiantes do UFC. Carcaça tem 12-3 no cartel, com 10 finalizações, e venceu 11 dos últimos 12 compromissos.

Carcaça terá um duro desafio. Juliano Militão está invicto no MMA, com retrospecto de 6-0. Da capital paulista, ele vem de vitória por nocaute sobre Guilherme Sarafian, irmão até então invicto do atleta do UFC Daniel Sarafian. Militão nocauteou em metade de suas lutas e só venceu uma vez por decisão.

Outros duelos muito bem casados entregarão muito entretenimento para os fãs de MMA. Membro da 011 MMA Team, Thiago Ferrari vai se estabelecendo como uma grande promessa na categoria dos moscas. Aos 23 anos e com cartel de 5-1, ele tem origem no kickboxing, já tendo competido inclusive em outros países. Até agora Ferrari tem taxa de 80% de nocautes em sua carreira.

Seu oponente forma um confronto de estilos. Rafael Nunes tem origem no jiu-jítsu e é parceiro de treinos de Charles do Bronx, um dos melhores pesos penas do planeta. Rafael ostenta cartel de 4-1, com três finalizações na carreira.

Seguindo com a leva de ótimos prospectos, Gustavo Erak, 23 anos e cartel de 9-2, é conhecido pelo ótimo nível técnico na troca de golpes em pé. Erak, que não perde há dois anos, vai enfrentar Cristiano Batista, atleta do Corinthians MMA que, nas duas lutas que disputou na carreira, conseguiu dois nocautes no primeiro round.

Completando o card principal, o invicto Thiago Monstro (5-0, com 5 nocautes), da 011 MMA Team, encara o também invicto Fabricio Azevedo (3-0), da Azevedo’s Team, o único atleta a disputar os cinturões do Circuito Talent de MMA e do MMA Super Heroes. Vitor Negão (6-4) busca voltar a vencer contra o invicto Bruno Hulk (3-0) e os promissores pesos palhas Victor Carvalho (2-0), pupilo de Diego Lima na Chute Boxe, e Rodrigo Bad Boy (2-0), da cidade paraense de Almerim, tentam manter a invencibilidade neste começo de carreira.

Aspera FC 21 – Carcaça vs. Militão

26 de Junho

Salão Social do Clube Esperia em São Paulo

Card Principal (ao vivo no Esporte Interativo a partir das 20h)

Até 70kg – Guilherme Carcaça (Black Sheep MMA) vs. Juliano Militão (ZN Combat)

Até 57kg – Thiago Ferrari (011 MMA Team) vs. Rafael Nunes (Bronx Gold Team)

Até 61kg – Gustavo Erak (Babuíno Gold Team) vs. Cristiano Batista (Corinthians MMA)

Até 77kg – Thiago Monstro (011 MMA Team) vs. Fabricio Azevedo (Azevedos Team)

Aé 61kg – Felipe Cuscianna (Lotus Club) vs. Wesley Constantino (Martelo Predador)

Até 77kg – Vitor Negão (Power Lotus Team) vs. Bruno Hulk (Inside Gold Team)

Até 52kg – Victor Carvalho (Chute Boxe Diego Lima) vs. Rodrigo Bad Boy (Hard Fight)

Card Preliminar (a partir das 17h)

Até 70kg – Cícero Gardenal (Babuíno Gold Team) vs. Felipe Rodrigues (Thai Boxe)

Até 84kg – Dede Santos (Macaco Gold Team) vs. Raphael Ribeiro (C4 MMA)

Até 84kg – Alan Salgado (Corinthians MMA) vs. Fabrício Almeida (Team Silvério)

Até 70kg – Elder Bebê Monstro (Peso Pesado Team) vs. Elton Rodrigues (Spakaucas Team)

Até 57kg – Daniel Pac Man (Team 4 Life MMA) vs. Caio Formiga (Power Lotus Team)

Até 55kg – Mazinho Teixeira (China Team) vs. Marcelo Bispo (Puro Impacto)

Até 77kg – Ezequiel Soldado Ryan (Pha Chang Kung Fu) vs. Leonardo Demente (Amazon Black Belt)

Até 75kg – Thiago Duarte (Black Sheep MMA) vs. Felipe Bizarro (Samadô Arte Do Tigre)

Hoje: Patrício Pitbull defende cinturão do Bellator

Chegou a hora! Depois uma dura preparação, Patrício “Pitbull” Freire está pronto para defender o seu cinturão do Bellator pela segunda vez. Nesta sexta-feira (19), no Scottrade Center, em St. Louis (EUA), o potiguar terá pela frente o alemão Daniel Weichel. Ontem (18), Pitbull e o adversário estiveram frente a frente para a pesagem oficial.

Utilizando no hotel uma balança que pesava 500 gramas a menos, Pitbull subiu na balança oficial com 90 gramas a mais do que o permitido para a sua categoria, de até 66 kg. O pequeno equivoco foi corrigido apenas com a raspagem da barba e do cabelo, e depois de 15 minutos Patrício pesou dentro do permitido.

“A balança que eu estava pesando registrava 500 gramas a menos, então pensei que já estava no peso. Mas, essas 90 gramas eu perdi apenas com o corte de barba e cabelo. O importante foi ficar dentro do peso e agora é recuperar o máximo para a hora da luta”, explicou o campeão.

Pitbull está nos EUA ao lado do seu irmão, Patricky Pitbull, também estrela do Bellator, e com os seus treinadores Thiago Tourão, de kickboxing e muay thai, e Eric Albarracin, de wrestling. “Minha confiança é total. Vou trazer esse cinturão de volta para o Brasil. Dediquei toda minha vida para chegar no auge do esporte e não vou entregar esse cinturão para ninguém”, garantiu.

Para manter os fãs ainda mais próximos de toda a preparação, Pitbull preparou um reality show que mostra a reta final do seu trabalho para a luta. “Os fãs gostam dessa aproximação e resolvi dividir um pouco meu trabalho na reta final de preparação. É mais uma forma de mostrar quanto nosso trabalho é duro para buscar o topo no nosso esporte”, destaca Patrício.

O Lutador do futuro recebe doações da Bad Boy

Crianças do projeto social O Lutador do futuro na entrega das doações

O projeto social O Lutador do Futuro já começou o ano recebendo doações. A entrega foi realizada no dia do treino de Judô, na sexta-feira 20/01, na unidade do Promirim. No mesmo dia as crianças gravaram mensagens de apoio para o lutador Charles do Bronx.

A Bad Boy enviou 5 kimonos de tamanhos variados e mais 3 partes de cima de kimonos, além de um relógio irado.

Doações para o projeto social O Lutador do futuroNo final do ano passado, estávamos na academia Xtreme Gold Team durante a troca de faixas dos alunos e após o término da cerimônia pedimos para os alunos que trocaram de faixa para doarem a faixa antiga. Os alunos apoiaram e doaram suas faixas para que novos lutadores sejam forjados.

O site OLutador.com, os professores do projeto social e todas as crianças agradecem as doações, obrigado Bad Boy e obrigado aos alunos da academia Xtreme Gold Team!

Veja a lista completa de doações:
1 Kimono Azul M3
1 Kimono Branco M3
1 Kimono Branco A1
2 Kimonos Branco Jr
1 Camiseta Preta G
1 Camiseta Preta M
1 Camiseta Branca G
1 Lycra Preta M
1 Lycra Branca G
12 Faixas Brancas
2 Faixas Azul
1 Faixa Verde
1 Relógio de Parede
1 Kimono ( parte de cima ) Azul A1
2 Kimonos ( parte de cima ) Azul Jr
1 Kimono ( parte de cima ) Preto A2
1 Faixa Marron
1 Faixa Cinza

UFC Magazine #3: Quem atormentará os campeões do UFC?

Junior Cigano, Anderson Silva e José Aldo são os campeões do Brasil no UFC e querem manter esse domínio por muito tempo, mas a lista de homens dispostos a tirá-los do topo não para de crescer.
Na UFC Magazine Brasil #3, que acaba de sair do forno, traçamos o perfil dos lutadores que mais ameaçam o treinado do trio brasileiro, e ainda apontamos os brasileiros dispostos a roubar os cinturões das outras categorias, hoje nas mãos de Jon Jones, Georges St. Pierre, Frankie Edgar e Dominick Cruz. Ainda nesta edição, entrevistas exclusivas com a lenda Renzo Gracie e com a dupla Vitor Belfort e José Aldo, astros do UFC Rio.

Garanta já a sua, nas bancas de todo o Brasil!

Tatame # 191: Guerra dos clones

Ele é dominante em sua categoria no UFC, tem braços e pernas finas e um estilo agressivo e plástico que impressiona a cada luta. Esta descrição poderia ser atribuída a Anderson Silva, campeão dos pesos médios, mas é para Jon Jones, dono do título da divisão até 93kg. E diante do domínio de ambos, os fãs já cruzam os dedos para um desafio entre campeões: e a TATAME mais uma vez saiu na frente.

Nas páginas da Revista TATAME #191, já nas bancas de todo o Brasil, colocamos Anderson e Jones frente a frente e analisamos o confronto com a ajuda de treinadores, empresários e especialistas, que analisaram os aspectos da peleja e a real possibilidade de o confronto sair do papel. Na matéria exclusiva, apontamos ainda os próximos desafios de Anderson entre os pesos médios, que incluem nomes como Chael Sonnen, Michael Bisping e Mark Muñoz.

TUF Brasil coroa um ano histórico

E no embalo do réveillon, trazemos um panorama sobre a virada do esporte para 2012. Antes ignorado pela grande mídia, o MMA virou artigo de luxo a ser disputado pelas poderosas FOX e Globo. Em uma matéria especial, relembramos as mudanças no esporte, da “encarada do século”, entre Anderson e Belfort, ao apogeu de Cigano x Velasquez embalado por Galvão Bueno. Tudo isto, sem esquecer do que vem por aí este ano, como o TUF Brasil, reality show com Wanderlei Silva e Vitor Belfort, que também ganhou destaque nas páginas da TATAME.

“Spider” na mira do campeão do Strikeforce

Luke Rockhold está na crista da onda. O norte-americano, que começou 2011 como coadjuvante no Strikeforce, terminou a temporada como campeão dos pesos médios. Com duelo marcado para este mês, contra Keith Jardine, Luke interrompeu seus treinos na Califórnia para um bate-papo exclusivo com a TATAME, abordando temas como sua carreira, a inspiração em Ronaldo Jacaré (justamente o homem de quem roubou o cinturão) e o desejo de enfrentar Anderson Silva, o maior nome do peso. “Estou aqui para ser o melhor e é o que eu quero ser. Só tenho que achar o melhor estilo. Ele é um quebra-cabeças difícil de se solucionar”, disparou.

Sem emoção, Cormier quer enfrentar Cigano

Finalista do GP dos pesos pesados do Strikeforce, Daniel Cormier já tem lugar garantido no UFC, ainda mais após surpreender o favorito Antônio Pezão com um nocaute devastador no cercado norte-americano. Empolgado para o duelo contra o compatriota Josh Barnett, o wrestler conversou com a TATAME e comentou sua trajetória no esporte, os desafios no Strikeforce e revelou que aceitaria enfrentar Junior Cigano, campeão do UFC, “num piscar de olhos”.

E mais…

Brasil teve a chance de retomar a hegemonia no UFC, mas amargou umanoite trágica abaixo de zero em Toronto, no Canadá. Minotouro brilhou, mas a dupla Minotauro-Lyoto sofreu nas mãos de Mir e Jones, e a TATAME traz os bastidores exclusivos de uma noite triste para o esporte.

Fama, dinheiro, mulheres e muita porrada. Lutador pode ganhar milhões por lutas que muitas vezes duram segundos, mas a vida deles é mais complicada do que muitos pensam. Em matéria exclusiva, mostramosquanto os lutadores realmente ganham de salário em eventos como UFC e Strikeforce. Você vai se surpreender…

De origem pobre e sofrida, José Aldo garimpou o sucesso nas duras batalhas do MMA até chegar ao topo do mundo no UFC. Esta história, contada há tempos nas páginas da TATAME, agora ganhará as telas dos cinemas. Antes, claro, Aldo e Malvino Salvador, ator que o interpretará nas telonas, falam à TATAME sobre o projeto e a explosão do MMA no Brasil.

E o MMA não é febre apenas entre os marmanjos da TV. Musa de dez entre dez brasileiros, a belíssima Deborah Secco se aproximou do esporte ao gravar comerciais ao lado de Anderson Silva, e não de distanciou mais. Em matéria exclusiva, a beldade lembra como conheceu a modalidade, influenciada pela irmã, e ainda surpreendeu Charles do Bronx’s com um justo mata-leão.

Ainda entre as estrelas das telinhas, estreamos a sessão “Minha Luta Inesquecível” com o ator Darlan Cunha, famoso pelo épico “Cidade de Deus”, que revelou porque Anderson Silva x Chael Sonnen é sua luta predileta – e não foi pela virada histórica, uma vez que ele torceu pelo gringo…

Palco de duelos inesquecíveis e berço de muitas lendas, o Japão voltará ao centro do mundo no fim de fevereiro, com o UFC Japão, no que pode ser a última chance do país no esporte.